sábado, 25 de dezembro de 2010

Primeiras leituras de BD

Como muitos da minha geração, o primeiro contacto com as histórias aos quadradinhos foi através das histórias da Disney. As revistas da Disney, todas de edição brasileira, ocuparam um espaço quase vazio de publicações (BD) portuguesas destinadas a um público infantil - nos anos 70 (Séc.XX), apesar de inúmeros títulos, as histórias publicadas em Portugal destinavam-se aos adolescentes. Com a vantagem de ter um irmão mais velho e seus amigos que também "devoravam" BD, além da Disney, tive acesso a outras edições com as personagens da Hanna-Barbera (Flintstones, Zé Colmeia, Manda-Chuva, Dom Pixote...), da Warner Bros. (Pernalonga, Patolino, Piu-Piu...) e Riquinho, Luluzinha... - estas revistas eram todas de editoras brasileiras como a Abril, O Cruzeiro, a RGE e a Ebal que exportava as suas revistas para Portugal, através da livraria Bertrand.

Algumas capas "mais recentes" destes "bonecos".
 Os Flintstones , nº36 de Março de 1983 com histórias dos Flinstones, dos Meninos das Cavernas, Capitão Caverna, Fred e Bárnei, Dom Pixote e do Uóli, o jacaré.
 Revista do Zé Colmeia, nº19 de Janeiro de 1983 com aventuras deste simpático urso. Contém outras histórias com os ratos Plic e Ploc e o gato Chuvisco, os cães Bibo Pai e Bóbi Filho e o grupo do Arquivo Cãofidencial.
Estas revistas com personagens da Hanna-Barbera foram editadas pela Abril, Brasil.


    
Capa da revista "As melhores histórias de Luluzinha & sua turma" da Abril (1994) com sete histórias da Luluzinha e seus amigos Aninha, Bola e o travesso Alvinho.
Riquinho é uma revista da editora brasileira RGE. Neste nº148 de Agosto de 1979, Riquinho entra em seis histórias.


  

Duas edições da editora brasileira EBAL.
 Revista Patolino nº2 de Abril/Maio de 1974 com 30 páginas. Edição a cores das aventuras de vários personagens da Warner Bros. :o pato louco Patolino e o careca Hortelino Trocaletra; a ave corredora Bip-Bip e o seu caçador Lobobão; o gato Frajola e o querido Piu-Piu.
Revista Mindinho nº2 (4ªsérie) de Março de 1969, a preto e branco com histórias do coelho Pernalonga e do porquinho Gaguinho



Voltando às minhas primeiras leituras, preferia acompanhar o aventureiro Mickey com o seu fiel amigo desastrado, Pateta e o forreta Tio Patinhas com as suas buscas por tesouros, conflitos com os Metralhas ou desavenças com o seu sobrinho, Pato Donald. Posteriormente, também passei a seguir as loucuras do louco Peninha e os esquemas do trafulha Zé Carioca...
Dos autores das histórias da Disney, destaco dois desenhadores e um grande argumentista que também era desenhador e criador de muitas das personagens Disney. Considero o desenhador Paul Murray como o melhor das aventuras do Mickey e gosto de apreciar os muitos pormenores que Don Rosa aplica nos seus quadradinhos.
  











Capa de uma edição em português que eu considero como uma das melhores com as aventuras do Mickey - "Mickey de Ouro apresenta: As melhores aventuras do Mickey", nº1 de Agosto de 1979, editora Abril. Contém nove histórias desenhadas por diversos artistas em que destaco o meu preferido, Paul Murray que desenhou esta prancha - página 127, desta edição, da aventura "Elmos de Ouro" em que Mickey e seu inseparável amigo, Pateta, ajudam um explorador a encontrar um tesouro Viking, escondido por um seu antepassado.


O espectacular desenho pormenorizado de Don Rosa com as suas histórias da família Patos


 Ninguém, no argumento, bate Carl Barks com a sua imaginação, acção e humor nas suas histórias - de notar que Carl Barks É SÓ o criador da cidade de Patopólis e de alguns dos seus habitantes : o conflituoso vizinho do Pato Donald, Silva (1943); o sovina Tio Patinhas (1947); o primo sortudo do Donald, Gastão (1948); os irmãos Metralha (1951) sempre disponoveis para arrombar a Caixa-Forte do Patinhas; a organização *Escoteiros-Mirins (1951); o inventivo Professor Pardal (1952); o avarento "segundo mais rico" e rival finaceiro do Patinhas, Mac Mônei (1956); a bruxa que tenta apanhar a moeda "número um" do Patinhas, Maga Patalógica (1961); o esbanjador rico e rival de interesses do Patinhas, Patacôncio (1961).
*Em português de Portugal, Escuteiros-Mirins...
Gastão

Professor Pardal











 
Tio Patinhas

Os irmãos Metralha
Quadradinhos do Gastão, Prof. Pardal, Tio Patinhas e dos Metralhas , de  histórias da colecção "Obras-primas da BD Disney" volume 3,7 e 9 (Carl Barks 1952-1959), Edimpresa, 2004/2006.


     
 
 
 





Quadradinhos com os três sobrinhos de Donald - eles prestam boas acções nos Escuteiros-Mirins (página nº75, História "Generais de Dez Estrelas", edição "Escoteiros-Mirins" da Abril/Controljornal - 1995?). A bruxa Patalógica num quadradinho (pág.102) da história "Dinheiro acima de tudo", publicado na edição portuguesa nº169, do "Disney Especial: Sonhos e Pesadelos" da Abril/Controljornal, em 1987(?).

      







Uma de várias versões do, Silva, o vizinho rabugento do Pato Donald...ou será, o vizinho do rabugento do Pato Donald?... Quadradinho da zaragata "As Boas Acções de um Pato", pág. 251, da colecção "Obras-Primas da BD Disney, 7:Carl Barks 1958-1959", editado pela  Edimpresa, 2004/2006.
Quadradinho seguinte (pág.7) com o grande rival de negócios do Tio Patinhas - Patacôncio, na grande disputa "Enciclopédia à prova de erros", revista nº244 (Abril 2006) do "Tio Patinhas", edição portuguesa, Edimpresa.

  








Curiosa semelhança de quadradinhos, indicada para o passatempo "Descobrir as Diferenças"... Infelizmente, na minha demanda por procura de imagens para aqui colocar, perdi o rastro do segundo qaudradinho!*... Este é Mac Mônei, o "segundo mais rico", em desespero (quadradinho da pág.107) na história "Dinheiro acima de tudo", publicado na edição portuguesa nº169, do "Disney Especial: Sonhos e Pesadelos" da Abril/Controljornal, em 1987(?). Se pelo o enunciado dos balões,  a história não parece ser a mesma, o motivo já o é: apanhar a famosa "moeda nº1" do Patinhas!
Faço notar que os Mac Mônei mais recentes, tem mais "cabelo"...
* ...que já o "apanhei"! Demorou um bocado porque não estava à espera de o encontrar... na mesma história do 1º quadradinho!... Este 2º quadradinho, está na página 99.

Actualmente, a Disney ainda continua a fazer parte das minhas leituras e colecção privilegiada, principalmente, através daquela que é entendida por muitos, como a melhor edição da Disney em português: o Almanaque Disney do Brasil (1970 a 2005).
  
Capas de três períodos desta colecção:
-  revista nº.28 (Setembro de 1973) com umas medidas poucas habituais (135X210) que depois do nº104, passa ao "normalizado" 135X190.
- a capa seguinte é da nº.179 (Abril de 1986) com 47 páginas da adaptação de uma famosa novela de Júlio Verne.
- a última é já da fase final desta colecção ( nº. 366 de Fevereiro de 2005), donde se nota a "invasão" de desenhadores da "escola Disney Europeia"...
O mais interessante desta colecção é que cada revista, em 130 páginas, incluia diversos personagens  (comparando com as outras revistas) em histórias recentes e outras mais antigas.
O primeiro número foi publicado em Dezembro de 1974 e o último (nº.372) em Agosto de 2005.*

* Base de dados de todas as capas da Disney do Brasil, bastante completa:

Sem comentários: