sexta-feira, 20 de abril de 2012

O "Falcão"... no feminino 6/6


JACEY


Parece a personagem do artigo anterior, CASEY, mas não... - é Jacey (mesmo desenhador?)!  Miss Aventura em acção na página 25 da aventura "Jacey junta-se aos rebeldes".

A jovem Jacey North, cognominada “Miss Aventura”, é uma rapariga cheia de talentos que não fica atrás de um “007”… Ela é uma judoca e uma exímia atiradora que conduz automóveis (e locomotivas!...) e sabe pilotar aviôes. Também é uma boa nadadora (sabe fazer mergulho autónomo), esquiadora e cavaleira… Com estas aptidões, até parece que Jacey é alguma “Agente Secreta”, o que não é o caso porque as “missões” não são “oficiais”: estas aventuras (missões) começam quando algum “azar” surge à frente de Jacey
A acompanhar Jacey nestas “missões", está o seu amigo e mordomo, Alberto. Para ele, estas aventuras são mesmo “azares” com muitos problemas!... O mordomo londrino, Alberto Tomkins que foi ajudante do pai de Jacey, no Exército, vela por esta irrequieta rapariga (como se ela precisasse…).
Curiosamente, Alberto deve ser familiar de um mordomo bastante conhecido, tal é a sua semelhança… - o mordomo Desmond de Rip Kirby!
Mas não…, deve ser só um estereótipo de um “mordomo londrino”… 


“O Cavalo de Raça” foi editado e reeditado pela revista "O Falcão" com os nº382 e 1005 (1967/79) e pela "June and Schoolfriend" com o nº344 e título “Jacey and the Kidnapped Horse”


Jacey North, perita em judo e boa atiradora, era mais conhecida por Miss Aventura. Com o seu criado londrino, Alberto, viajava por todo o mundo à procura de aventuras… Mas, quando esta história começou, ela e Alberto estavam a passar umas férias sossegadas na América do Sul.
O “…por todo o mundo à procura de aventuras…” não me parece correcto: primeiro, os “problemas” sempre veem ter com ela e segundo, se existem “missões”, desconhecemos o motivo já que a maioria das histórias decorre quando Jacey está em férias,o que é um grande “azar” para Albert que não consegue gozar umas férias sem sobressaltos!
Esta aventura é um desses “azares”: os dois apreciavam (Albert, nem por isso…) um passeio a cavalo pelas montanhas quando quase são abalroados por um automóvel desgovernado que acaba por cair ao rio. Jacey salva a condutora que é detida por uns soldados que a perseguiam. Jacey consegue enganar os soldados e escapa com a rapariga. A rapariga é uma espia ao serviço da Coroa Inglesa que tem como missão, resgatar um cavalo Palomino em poder, ilegalmente, do presidente Hidago…   


Esta aventura, Entrevista com o perigo, foi editada e reeditada pela revista “O Falcão” com os nº422 e 1068 (1968/81). A “arte” da capa  parece corresponder à edição original,Jacey’s Date with Danger, editada pela “Schoolgirls Picture Library” com o nº322.


- Jacey e o seu amigo mordomo, regressam a Inglaterra depois de uma “missão” exaustiva e já pensam em umas merecidas férias. Antes, Jacey deseja ver um famoso quadro do célebre pintor Dorot que está exposto na “Grandon House”. Quando se aproximam do palácio que ainda não está aberto ao público, por “azar” de Alberto…, Jacey repara que alguém está a querer escapar por uma das chaminés do palácio! Logo, Jacey guina o carro para um atalho e sai para saltar um muro e, por “azar”, depara-se com um ladrão que leva uma valiosa tela… 







A história “O Elefante de Bronze”, foi editada pela “O Falcão” com os nº432 e 1027 (1968/80). A edição original é da “June and Schoolfriend” com o título  “Jacey and the bronze elephant” e nº357.

Jacey North, perita em judo e atiradora sem rival, mais conhecida por “Miss” Aventura, viajava pelo norte do Paquistão acompanhada pelo seu fiel servidor e amigo Albert Tomkins”.

Página 30
Quando passavam perto de uma ponte ferroviária, Jacey repara que algo está errado. Devido às chuvas da monção, um dos pilares está enfraquecido na sua base. Por “azar”, um comboio aproxima-se da ponte e Jacey faz os possíveis para os avisar do perigo - infelizmente, não consegue evitar que a ponte e o comboio desabam sobre o rio. Logo, a jovem e Albert socorrem os, felizmente, poucos passageiros sendo o caso mais difícil o de um inglês “clandestino” que é arrastado pelo rio sem conseguir sair da carruagem. Jacey como grande nadadora, arrisca e salva esse passageiro que não queria largar uma mala… Já na margem, os dois são alvos de vários disparos vindos das colinas que são suficientes para aterrorizar o estranho passageiro que logo desiste da mala e foge o mais rapidamente possível.
Depois de Jacey  e do enfurecido Albert tentarem alcançar os atiradores (escapam de helicóptero), vão pesquisar o conteúdo da mala abandonada – contém uma misteriosa estátua de um elefante em bronze… 

  


 Em “Perigo na ilha”*Jacey mostra-nos a sua perícia em pilotar diversos aviões… Do original “Jacey on Peril Island” da "June and Schoolfriend" , nº340, foi editada e reeditada pela "O Falcão" com os 459 e 1044 (1969/80).
Pintar o casco dum barco era, talvez, a tarefa mais pacífica e sossegada que Jacey North, mais conhecida por “Miss” Aventura, tinha empreendido na sua vida…”  





 “Operação Istambul”, aventura editada pela "O Falcão" com os nº450 e 1055 (1969/80).

“Logo que o estranho apareceu à porta do seu apartamento em Kensington, Jacey North teve o pressentimento de que iriam surgir complicações…”

Jacey foi assistir a um leilão dos bens de um famoso cientista e grande amigo de seu pai, Prof Landor que desapareceu misteriosamente. Um dos lotes que Jacey adquiriu, é um gravador que o estranho quer apoderar-se à força – com os seus conhecimentos de judo, Jacey repele o agressor.
Qual a importância do gravador? Está gravado o motivo do desaparecimento do professor:  foi agredido e raptado  por dois atacantes que o vão levar para Istambul
Jacey não fica de braços cruzados e entra logo em acção! 


As restantes aventuras de Jacey, editadas pela revista "O Falcão":

  “O Manto do Deus Maia”, nº302 e 973 (1966/79)
  “Jacey e os Piratas”, nº307 e 977 (1966/78)

 “Jacey - Agente Secreto”, nº327 e 1097 (1966/81) :
“Estava um tempo maravilhoso para férias de inverno. Mas Jacey, mais conhecida por “Miss Aventura”, achava aqueles dias um pesadelo…” …E não é por falta de acção – o “problema” é que Jacey ofereceu-se para fazer de “babysitter” a dois filhos de um casal amigo. Essas duas crianças, Betty e Bobby, vão provocar tanta travessura que até provocarão a queda de um ditador!

 “Jacey e o Príncipe rebelde”, nº342 e 1122 (1967/82) do original “Jacey and the rebel prince”, editado pela "Schoolgirls Picture Library" com o nº298.


“Jacey junta-se aos rebeldes”, nº362 (1967) do original(?) “Jacey joins the band”, nº361,  editado pela "June and Schoolfriend" :
“Em San Rosário, uma grande capital da América do Sul, Jacey North, mais conhecida por “Miss Aventura”, olhava com enorme espanto para uma estátua que representava um altivo coronel, a cavalo.” Essa estátua representa o coronel North que ajudou o povo a derrubar um tirano e que  é o falecido pai de Jacey! Esta aventura começa com o rapto de Jacey, tida como estrangeira, por rebeldes que tentam evitar uma invasão provocada pelo ditador do país vizinho…

 “Perigo na ilha”*, nº372 e 997 (1967/79) 
* Aventura com o mesmo título dos nº459 e 1044. 
 “Perigo no rio”, nº414 e 1017 (1968/80) do original “River of peril”, nº349, editado pela "June and Schoolfriend"

 “Aventura em Espanha”, nº441 e 1041 (1969/80) :
“A pequena aldeia espanhola de San Miguel dormitava ao calor abrasador da tarde. Era a hora da “siesta” quando Jacey North, “Miss” Aventura, chegou acompanhada pelo seu fiel servidor, Alberto Tomkins. Um cão apareceu…” Jacey está de visita à “hacienda” do seu tio, Don José que atravessa grandes dificuldades para manter as suas terras, devido a misteriosos contratempos…

















1 comentário:

Gizmo disse...

Ola,

Tenho um blog dedicado a manter viva a memorias das revistas Disney e diversa BD Europeia (http://tralhasvarias.blogspot.com).

Mais recentemente e a pedido de alguns dos visitantes decidi expandir o blog a outras revistas velhitas portuguesas, como Mundo de Aventuras, O Falcao, Seleccoes Tio Joao, etc.

Por exemplo a categoria do Falcao ja tem pagina propria:

http://tralhasvarias.blogspot.com/2012/05/o-falcao-todos-os-numeros.html

Se tiveres algumas revistas e tempo, sera que terias oportunidade de partilhar alguns numeros do Falcao (ou outras) atraves do envio de digitalizacoes das revistas?

Se gostavas de colaborar nesta aventura entra em contacto comigo atraves do meu email:

gramps.gramps@gmail.com

Desculpa a intromissao,

Abco,
Nuno